• Atendimento : (11) 3230-0074
    • Instagram Vitaminas Brasil
Vitaminas Brasil Quem Somos
Vitaminas Brasil Pagemento e Entrega
Vitaminas Brasil Formas de Pagamento
  • BENEFÍCIOS DA GLUCOSAMINA E CONDROITINA

    BENEFÍCIOS DA GLUCOSAMINA E CONDROITINA

    A Glucosamina e a Condroitina são duas substâncias que fazem parte da composição do líquido sinovial, líquido presente nas articulações que contém todos os nutrientes necessários para a manutenção da cartilagem. Ao longo da vida ocorre o envelhecimento natural das articulações e uma inevitável sobrecarga exercida sobre elas, isso faz com que o tecido cartilaginoso se torne mais frágil e perca algumas de suas propriedades.

    A Glucosamina é um nutriente essencial para a saúde das articulações com capacidade de estimular a produção de proteínas do crescimento da cartilagem. Muitas vezes a produção natural de glucosamina pelo corpo é insuficiente para a suprir necessidade de reparação da cartilagem, pois o desgaste da cartilagem ocorre num ritmo maior do que o corpo consegue produzir glucosamina, entra então o papel da suplementação. Já a condroitina é um carboidrato que faz parte da composição do líquido sinovial e tem capacidade anti-inflamatória podendo inibir a produção de enzimas que destroem a cartilagem.

    BENEFÍCIOS DA GLUCOSAMINA E CONDROITINA:

    Lubrificar e hidratar as articulações;

    Nutrir, proteger e restaurar as articulações;

    Impedir a progressão da degeneração das articulações.

    A suplementação desses compostos é indicada para pessoas que querem prevenir ou tratar dores articulares, juntos eles agem fortalecendo a cartilagem, os tendões e os ligamentos. Dores articulares são causadas geralmente devido:

    Ao excesso de gordura corporal de um indivíduo;

    Doenças como artrite/artrose;

    Excesso de sobrecarga;

    Movimentos realizados de maneira incorreta;

    Tendência genética, entre outros.

    Estudos apontam que pacientes com quadro avançado de doenças degenerativas, quando fazem o uso de Condroitina e Glucosamina, podem se beneficiar com a diminuição de dores, porém, é pouco provável que com apenas a suplementação irá obter resultados clinicamente relevantes. Por outro lado, pessoas que não apresentam doenças já instaladas e em quadro avançado podem desfrutar dos benefícios da suplementação de Glucosamina e Condroitina.

    EFEITOS COLATERAIS

    Dentro das doses recomendadas, não são conhecidos efeitos colaterais graves resultantes da suplementação. Indivíduos com algum tipo de alergia ao marisco, devem prestar atenção caso ocorra algum tipo de reação e ter cautela ao suplementar, uma vez que a extração vem do marisco. Embora há um estudo sugerindo que indivíduos com alergia ao marisco podem se dar bem com esse tipo de suplementação. Se ocorrer algum tipo de reação alérgica é recomendado que pare imediatamente de tomar o suplemento. Hoje no mercado existem opções de suplementos de glucosamina (Glucosamina HCI) que não contem ingredientes de origem animal, o que pode ser uma outra opção de suplementação.

  • Cranberry – o seu aliado contra infecção urinária!

    Cranberry – o seu aliado contra infecção urinária!

    O cranberry é um arbusto de origem Norte Americana, muito utilizado como alimento em tribos indígenas. Essa planta origina um fruto ácido comum no Brasil em sucos, conhecido também como mirtilo-vermelho.

    Rico em proantocinidina, sendo mais forte até 15 vezes do que a Vitamina E, inibe a aderência e a translocação (saída do intestino para o trato urinário) de bactérias para a bexiga, combatendo infecções urinárias. Além de possuir Vitamina C e E, flavonoides que possuem ação antioxidante.

    A principal função do cranberry para nossa saúde, é evitar a aderência de bactérias no sistema urinário que causam infecções, como a cistite. Pode ser utilizado também por pacientes com problemas de micção, incontinência urinária, e até desodorização da urina.

    Alguns utilizam o fruto para aumentar o fluxo da urina, matar germes, acelerar a cicatrização e até mesmo controlar a febre. Comum também para portadores de diabetes do tipo 2 e até de doenças cardiovasculares devido ao poder antioxidante. Estudos apontam que o cranberry pode ser eficiente também contra a bactéria Helicobacter pylori, que provoca gastrite e úlceras.

    O cranberry possui quantidade significativa de ácido salicílico, semelhante da aspirina, então pessoas sensíveis e alérgicas devem evitar. Vale lembrar que crianças, grávidas e lactantes devem consultar um médico antes de fazer uso.

    A dose média diária é de 480ml quando consumido o fruto em sucos, por exemplo, ou se o uso for através de suplemento em cápsula, é indicado consumir 2 cápsulas de 4200mg ao dia para obter os benefícios descritos acima do cranberry.

  • Intolerância a lactose – mais comum do que imaginamos!

    Intolerância a lactose – mais comum do que imaginamos!

    A intolerância a lactose, também conhecida como deficiência de lactase, é a incapacidade do organismo de digerir lactose, um tipo de açúcar encontrado no leite e produtos lácteos.

    A doença pode ser clarificada de 3 maneiras:

    - Intolerância a lactose primária: que é o aparecimento da intolerância devido a idade, comum nos idoso;

    - Intolerância a lactose secundária: resultado de alguma outra doença;

    - Intolerância a lactose congênita: quando a pessoa nasce com a doença.

    A deficiência da enzima lactase ocorre quando o intestino não produz a quantidade da enzima necessária, suficiente para digerir a lactose ingerida.

    Intolerância a lactose – primária: Na infância o corpo produz muita enzima lactase, pois o leite é nossa fonte inicial de nutrição. Conforme envelhecemos, a produção da enzima diminui naturalmente, e a dieta alimentar variando ao longo da vida. Com essa diminuição, a pessoa pode se tornar intolerante.

    Intolerância a lactose – secundária: este caso ocorre quando o intestino delgado deixa de produzir a enzima, seja por alguma doença, cirurgia, ou algum tratamento específico. Algumas condições que podem levar ao caso de intolerância a lactose são doença celíaca, gastroenterite e doença de Crohn.

    Intolerância a lactose – congênita: é possível, mesmo que raro, que bebes nasçam com intolerância a lactose devido a deficiência total da lactase no organismo. Conhecida como intolerância autossômica, é passado de geração em geração.

    Os sintomas apresentados em pessoas que possuem intolerância a lactose são: diarreia, náusea e até vômito, dores abdominais, inchaço, gases e até refluxo.

    Após diagnosticado a intolerância através de exames específicos, não há um tratamento que cure a intolerância. Pessoas que sofre com a doença deve readequar a dieta alimentar, evitando produtos lácteos e leite e substituindo por itens sem lactose e fazer uso de suplementos que possuam a lactase, para auxiliar na quebra do açúcar.

  • A novidade da vitamina K2

    A novidade da vitamina K2

    A vitamina K2 vem sendo apontada como nutriente com capacidade de combater diversos males á saúde, como por exemplo doenças cardíacas e a osteoporose. Devido a este benefício, a K2 tem sido utilizada como potencializador da Vitamina D3, ajudando no fortalecimento dos ossos.

    Se a alimentação não for balanceada com os alimentos ricos nessa vitamina, como a acelga, espinafre, aspargo, brócolis, repolho, pedido, ente outros, é necessário fazer a suplementação da Vitamina para evitar deficiência do nutriente no corpo, sendo capaz de agir na regularização da coagulação do sangue, ou seja, é anti-hemorrágica, além de proteger contra varizes, doenças cardiovasculares, osteoporose, câncer de próstata, pulmão, problemas cerebrais, cáries e muitas outras doenças.

    Para que o corpo possa absorver o cálcio, a Vitamina D é fundamental no processo, porém estudos revelam que a Vitamina K2 tem a unção de direcionar esse cálcio para absorção do nosso esqueleto. Impedindo que o cálcio fique acumulado em lugares inapropriados como órgãos (ocasionando cálculos renais), artérias (ocorrendo aterosclerose), e outros. Vale lembrar que a suplementação de cálcio e vitamina D3 sem níveis adequados de vitamina K2 podem ser perigosos ao organismo, por isso uma ingestão adequada dos 3 itens é essencial.

    Estudos mostram que pessoas que fazem uso da Vitamina K2, tem menores chances de desenvolverem doenças coronarianas e menor nível de calcificação das artérias. Ela pode tanto prevenir quanto reverter essa calcificação.

    A vitamina K2 ajuda também a se manter sensível a insulina, controlando o açúcar no sangue, protegendo o indivíduo da diabetes. A vitamina ajuda também na fertilidade dos homens e até mesmo a reversão de ovários policísticos em mulheres.

    Estudos realizados em 2016, apontam que a vitamina K2 é capaz de impedir o desenvolvimento da ansiedade e depressão.

    Com uma alimentação saudável e uma suplementação correta, você vive muito melhor e com mais qualidade.

  • Óleo MCT

    Óleo MCT

    No momento atual, onde estudos de alimentos em benefício à saúde tem sido muito amplos, há uma crescente indicação na utilização de gorduras naturais que são extremamente benéficas ao corpo, como o abacate, oliva, coco entre outros.

    Os MCTs (triglicerídeos de cadeia media), que se convertem rapidamente em energia e são benéficos ao corpo, são produzidos pelo processamento do óleo de coco.

    O óleo MCT é muito utilizado por pessoas que pretendem diminuir o peso corporal. Pois quando metabolizado, ele tem ação termogênica em nosso organismo ajudando na queima mais rápida da gordura nas células, fornecendo também energia para as atividades físicas, funcionando como pré-treinos. Atletas que utilizam o MCT percebem maior rendimento e resistência ao realizar suas atividades.

    O óleo MCT também traz a sensação de saciedade, fazendo com que a ingestão de alimentos seja diminuída na refeição. Quando o estômago indica que está com fome ao cérebro, é liberado o hormônio grelina, que dá a sensação de fome até que você se alimente. Quando ocorre a alimentação, a grelina é diminuída e entra em ação outro hormônio, o CCk que dá a sensação de saciedade. Ao ingerir os MCTs, eles se transformam em cetonas que suprimem a grelina, dando maior sensação de sacies.

    Como os MCTs se transformam em cetonas muito rapidamente, servem de combustível de energia ao cérebro. Alguns estudos apontam o uso do MCTs para ajudar na função cerebral.

    Os MCTs também têm leve efeito na redução do açúcar no sangue, podendo ser utilizados por diabéticos.

    Vários estudos comprovam que os MCTs tem sido muito útil em tratamentos de distúrbios como icterícia obstrutiva, cirrose biliar, pancreatite, fibrose cística, doença celíaca, doença de Whipple, doença de Crohn, má absorção em recém-nascidos.

    Quando a dieta alimentar contém MCTs o cálcio e o magnésio são melhores absorvidos, particularmente em casos com crianças.

    A quantidade média ingerida ao dia gira em torno de 1 colher de sopa. Porém ao iniciar use doses pequenas pois podem gerar desconforto gástrico. Uma maneira de utilizar o MCT é em cápsulas, em forma de suplemento diário.

1-5 de 79

(*) Desconto válido para uma unidade de cada produto. Desconto não é válido para combos.